camponesa

Oração de Uma Camponesa de Madagascar



Senhor!


Dono das panelas e marmitas!
Não posso ser a santa que medita aos vossos pés.

Não posso bordar toalhas para o vosso altar.
Então, que eu seja santa ao pé do meu fogão.

Que o vosso amor esquente a chama que eu acendi
e faça calar minha vontade de gemer a minha miséria.

Eu tenho as mãos de Marta.
Mas quero também ter a alma de Maria.

Nem sempre a pobreza produz
revolta. A sabedoria traz felicidade.

Quando eu lavar o chão,
lavai, Senhor, os meus pecados.

Quando eu puser na mesa a comida,
comei também, Senhor, junto conosco.

É ao meu Senhor que eu sirvo,
servindo minha família.


Registrada pelo frei dominicano Raimundo Cintra,
que reuniu orações de diversas culturas.

Origem: pps Ria Ellwanger - riaellw@globo.com



Compartilhe


email



Siga-nos




camponesa de madagascar